Revolução Inglesa - Resumo de História

Relacionados: ,
Concurso Anatel - Nível Médio R$4800

A Revolução Inglesa - Resumo de História para o ENEM e Vestibulares.

Resumo sobre a Revolução Inglesa de História para Exercícios sobre a Inglaterra. Use em Trabalhos Escolares, Apresentações e Monografias.

Em 1215, a Inglaterra aprova a Magna Carta para que todas as decisões reais sejam aprovadas pelo parlamento. Desde o século XVI, sob o reinado dos Tudors, o parlamento inglês foi perdendo força e o reinado de Elizabeth I que durante 40 anos consulta o parlamento apenas 13 vezes. Embora autoritária, A Rainha Elizabeth I conduz a Inglaterra a um grande desenvolvimento econômico fortalecendo a burguesia.
Rainha Elizabeth I, Fotos e Imagens de Rainha Elizabeth da Inglaterra

Revolução Puritana


Houve o crescimento da fé Calvinista, também chamada de Puritana, entre os burgueses. Os puritanos defendiam uma igreja sem interferência do Catolicismo e do Estado. Entre os nobres, e com o apoio real, predominava a fé Anglicana. Os anglicanos defendiam a monarquia e eram fiéis ao rei.

A burguesia e gentry não desejavam a intervenção do rei na economia com O rei desejando poder absoluto entrou em choque com parlamento composto pela burguesia e o gentry.

O Parlamento obrigou Carlos I em 1628, a assinar a PETIÇÃO DE DIREITOS, que o proibia de taxar impostos sem consultar os parlamentares.

Em 1640, as disputas por poder entre nobreza e burguesia somadas às disputas religiosas entre Puritanos e Anglicanos, e ainda, o desrespeito dos monarcas, especificamente de Carlos I ao parlamento leva a Inglaterra a Guerra Civil. Os burgueses/puritanos defensores do parlamento vencem a guerra sob o comando de Oliver Cromwell, condenando o rei Carlos I à morte.

República de Oliver Cromwell

Oliver Cromwell, Fotos e Imagens de Oliver Cromwell
Em 1649, Cromwell assume o poder na Inglaterra. Cromwell fecha o parlamento PROCLAMA-SE LORD PROTECTOR AND HEAD OF STATE, concentrando em suas mãos todo o poder. Uma série de medidas são tomadas no governo de Cromwell visando fortalecer a burguesia e o poder mercantil inglês. As mercadorias que saíssem ou entrassem na Grã-Bretanha, só poderiam ser transportados em navios pertencentes aos ingleses. A medida acabou provocando uma guerra com a Holanda. A Inglaterra saiu vitoriosa tornando-se a maior potência naval do mundo.

A Ditadura pró-burguesia puritana ou calvinista tinha repressão a opositores externos (Escócia e Irlanda) e internos (Levellers – niveladores e Diggers – escavadores).

Em visita à Jamaica, Cromwell contrai Malária, vindo a falecer alguns meses depois. Seu filho Ricardo assume o poder, porém sem a força do pai renuncia em apenas um ano. Temendo que grupos radicais tomassem o poder, a burguesia lidera um movimento político que restaura a monarquia e leva ao poder Carlos II.

Entre 1960 e 1968 reinam Carlos II e Jaime II, todos os dois adeptos de práticas políticas absolutistas, desagradando a burguesia. Logo após houve a tentativa de restabelecer o absolutismo apoiado por Luís XIVl.

Em 1689 com a Revolução Gloriosa cujo Parlamento temeroso com a restituição do catolicismo oferece a coroa a Guilherme de Orange (HOL), casado com Maria Stuart, filha mais velha de Jaime II, que em troca, pedia o parlamento livre e a manutenção do anglicanismo.

Guilherme de Orange acata ao Bill of Rights e o Parlamento decidiria sobre impostos, garantia a propriedade privada, as liberdades individuais e divide o poder. Com isso acaba o absolutismo na Inglaterra e a Burguesia assume o poder por meio do parlamento - Monarquia Parlamentar - onde o Rei reina, mas não governa e implanta o liberalismo.

Vídeo Aulas para Concursos
Como Ser Aprovado em Concursos e Ganhar R$4000 reais por mês.


Anúncios

Política de privacidade para Exercícios de Português

Todas as suas informações pessoais recolhidas, serão usadas para o ajudar a tornar a sua visita no nosso site o mais produtiva e agradável possível.

A garantia da confidencialidade dos dados pessoais dos utilizadores do nosso site é importante para o Exercícios de Português.

Todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que usem o Exercícios de Português serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de outubro de 1998 (Lei n.º 67/98).

A informação pessoal recolhida pode incluir o seu nome, e-mail, número de telefone e/ou telemóvel, morada, data de nascimento e/ou outros.

O uso do Exercícios de Português pressupõe a aceitação deste Acordo de privacidade. A equipa do Exercícios de Português reserva-se ao direito de alterar este acordo sem aviso prévio. Deste modo, recomendamos que consulte a nossa política de privacidade com regularidade de forma a estar sempre atualizado.

Os anúncios

Tal como outros websites, coletamos e utilizamos informação contida nos anúncios. A informação contida nos anúncios, inclui o seu endereço IP (Internet Protocol), o seu ISP (Internet Service Provider, como o Sapo, Clix, ou outro), o browser que utilizou ao visitar o nosso website (como o Internet Explorer ou o Firefox), o tempo da sua visita e que páginas visitou dentro do nosso website.

Cookie DoubleClick Dart

O Google, como fornecedor de terceiros, utiliza cookies para exibir anúncios no nosso website;

Com o cookie DART, o Google pode exibir anúncios com base nas visitas que o leitor fez a outros websites na Internet;

Os utilizadores podem desativar o cookie DART visitando a Política de privacidade da rede de conteúdo e dos anúncios do Google.

Os Cookies e Web Beacons

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoas quando visita o nosso website. Isto poderá incluir um simples popup, ou uma ligação em vários serviços que providenciamos, tais como fóruns.

Em adição também utilizamos publicidade de terceiros no nosso website para suportar os custos de manutenção. Alguns destes publicitários, poderão utilizar tecnologias como os cookies e/ou web beacons quando publicitam no nosso website, o que fará com que esses publicitários (como o Google através do Google AdSense) também recebam a sua informação pessoal, como o endereço IP, o seu ISP, o seu browser, etc. Esta função é geralmente utilizada para geotargeting (mostrar publicidade de Lisboa apenas aos leitores oriundos de Lisboa por ex.) ou apresentar publicidade direcionada a um tipo de utilizador (como mostrar publicidade de restaurante a um utilizador que visita sites de culinária regularmente, por ex.).

Você detém o poder de desligar os seus cookies, nas opções do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas Anti-Virus, como o Norton Internet Security. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites. Isso poderá afetar ou não permitir que faça logins em programas, sites ou fóruns da nossa e de outras redes.

Ligações a Sites de terceiros

O Exercícios de Português possui ligações para outros sites, os quais, a nosso ver, podem conter informações / ferramentas úteis para os nossos visitantes. A nossa política de privacidade não é aplicada a sites de terceiros, pelo que, caso visite outro site a partir do nosso deverá ler a politica de privacidade do mesmo.

Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses mesmos sites.

Exercícios de Português © 2017. Todos os direitos reservados.