Pesquisa personalizada

Resumo sobre o Mercantilismo

Relacionados: ,
Concurso Anatel - Nível Médio R$4800

Resumo sobre o Mercantilismo para o Enem e Vestibulares de História Mundial

mercantilismo, mercantilismo na europa

O estado nacional moderno europeu se assentava sobre três elementos fundamentais: O centralismo absoluto, o mercantilismo e o colonialismo.
O mercantilismo foi a doutrina econômica, conjunto de ideias e práticas dominantes na Europa entre os séculos XV e XVIII, e que serviu de base do capitalismo industrial.


Caracteriza-se o como uma política econômica fortemente intervencionista por parte do estado. O objetivo direito do mercantilismo é o fortalecimento do estado e indiretamente o enriquecimento da burguesia mercantil.
Apesar das muitas e variadas mudanças ao longo dos séculos, é possível identificar alguns elementos comuns que são características do mercantilismo, além do objetivo geral de proteção e desenvolvimento do comércio.


1. A forte intervenção do estado na economia
2. Metalismo
3. Balança de Pagamento Favorável
4. Protencionismo Alfandegário
5. Concessão de Monopólios
6. Incentivo a Construção Naval
7. Pacto Colonial em Colonialismo

Os diferentes tipos de Mercantilismo

mercantilismo

Espanha - Favorecido pela posse das colônias americanas, grandes produtoras de metais preciosos, conseguiram por muito tempo uma balança comercial favorável. Exploradores de imensas reservas de ouro e prata puderam importar os alimentos e artigos que desejavam. praticavam o mercantilismo metalista, ou simplesmente metalismo.


França - Promoveu o desenvolvimento de manufaturas de luxo para atender ao mercado espanhol e procurou expandir suas companhias de comércio, bem como a construção naval. Essa política econômica ficou conhecida como Mercantilismo Industrial ou Colbertismo, referência a Colbert, ministro francês que mais a incentivou.


Inglaterra - Sem poder contar com um grande império colonial e sem a tradição manufatureira de luxo da França, adotaram o mercantilismo comercial: Comprar barato e vender caro, ganhar no frete, estimular a construção naval e formação das companhias de comércio.


Holanda - Desenvolveu um eficiente mercantilismo comercial e industrial. Ampliou a indústria naval e criou poderosas companhias de comércio, com as quais passaram a controlar grande parte do tráfego marítimo internacional no século XVI.


Portugal - Foi o país que demonstrou maior flexibilidade na aplicação do mercantilismo. No século XVI, com a descoberta do caminho marítimo para as Índias, pôs em prática o mercantilismo comercial, comprando e revendendo especiarias do oriente. Com o aumento da concorrência concentrou-se na exploração das terras americanas, onde se tornou pioneiro do mercantilismo de plantagem, baseado na produção tropical destinada ao mercado internacional. No século XVII, com o descobrimento de ouro na Minas Gerais, praticou o mercantilismo metalista.

Bate Papo

Envie Oi Torpedos