Pesquisa personalizada

Exercícios sobre o Romantismo

Relacionados:
Concurso Anatel - Nível Médio R$4800

Exercícios sobre o Romantismo para o Ensino Médio e Fundamental. Atividades sobre o Romantismo no Brasil para o ENEM e Vestibular. Questões de Literatura para o Vestibular.

1. Leia com atenção o texto crítico de Antonio Candido:
“À maneira do Arcadismo, o Romantismo surge como movimento de negação; negação neste caso, e na literatura luso-brasileira, mais profunda e revolucionária, porque visava redefinir não só a atitude poética, mas o próprio lugar do homem no mundo e na sociedade. O Arcadismo se irmanava aos dois séculos anteriores pelo culto da tradição greco-romana; aceitava o significado literário da mitologia e da história clássica; aceitava a hierarquia dos gêneros [...]. Os românticos foram buscar nos países estranhos, nas regiões esquecidas e na Idade Média pretextos para desferir o vôo da imaginação.”
CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira. Belo Horizonte: Itatiaia, 1975. p. 23.

Com base nas informações contidas no fragmento acima. NÃO se pode dizer que o Romantismo:
a) Concebeu de maneira nova o papel do artista através de uma visão mais antropocêntrica.
b) Assimilou alguns valores árcades como o culto à tradição greco-romana e o retorno à história clássica.
c) Procurou fixar novos valores que dariam à literatura uma dimensão mais atuante e revolucionária.
d) Reestruturou a teoria clássica dos gêneros literários, quebrando a hierarquia existente e miscigenando as antigas formas.
e) Redimensionou o sentido da obra de arte a partir da liberdade e da imaginação, princípios estes que nortearam os passos do escritor romântico.

2. O Romantismo, graças à ideologia dominante e a um complexo conteúdo artístico, social e politico, caracteriza-se como uma época propicia ao aparecimento de naturezas humanas marcadas por:
a) teocentrismo, hipersensibilidade, alegria, otimismo e crença na sociedade.
b) etnocentrismo, insensibilidade, descontração, otimismo e crença na sociedade.
c) egocentrismo, hipersensibilidade, melancolia, pessimismo, angustia e desespero.
d) teocentrismo, insensibilidade, descontração, angustia e desesperança.
e) egocentrismo, hipersensibilidade, alegria, descontração e crença no futuro.

Exercícios de Romantismo para o Vestibular


romantismo no brasil, josé de alencar, literatura brasileira, retrato
3. Tomadas em conjunto, as obras de Goncalves Dias, Alvares de Azevedo e Castro Alves demonstram que, no Brasil, a poesia romântica:
a) pouco deveu às literaturas estrangeiras, consolidando de forma homogênea a inclinação sentimental e o anseio nacionalista dos escritores da época.
b) repercutiu, com efeitos locais, diferentes valores e tonalidades da literatura europeia; a dignidade do homem natural, a exacerbação das paixões e a crença em lutas libertárias.
c) constituiu um painel de estilos diversificados, cada um dos poetas criando livremente sua linguagem, mas preocupados todos com a afirmação dos ideais abolicionistas e republicanos.
d) refletiu as tendências ao intimismo e a morbidez de alguns poetas europeus, evitando ocupar-se com temas sociais e históricos, tidos como prosaicos.
e) cultuou sobretudo o satanismo, inspirado no poeta inglês Byron, e a memoria nostálgica das civilizações da Antiguidade Clássica, representadas por suas ruinas.

4. Os poemas de Alvares de Azevedo desenvolvem atmosferas variadas que vão do lirismo mais ingênuo ao erotismo, com toques de ironia, tristeza, zombaria, sensualidade, tedio e humor. Estas características demonstram:
a) a carga de brasilidade do seu autor.
b) a preocupação do autor com os destinos de seu país.
c) os aspectos neoclássicos que ainda persistem nos versos desse autor.
d) o ultra-romantismo, marcante nesse autor.
e) o aspecto social de seus versos.

5. O sofrimento amoroso é frequente nas obras dos poetas românticos, como se pode observar abaixo.
Se Se Morre de Amor!
"[...]
Sentir, sem que se veja, a quem se adora,
Compr'ender, sem lhe ouvir, seus pensamentos,
Segui-la, sem poder fitar seus olhos,
Amá-la, sem ousar dizer que amamos,
E, temendo roçar os seus vestidos,
Arder por afogá-la em mil abraços:
Isso é amor, e desse amor se morre!
[...]"
DIAS, Gonçalves. Poemas de Gonçalves Dias. São Paulo: Cultrix, [s.d.].
A característica que situa o fragmento dentro da poética romântica é
a) Evasão no espaço, transportando o eu-lírico para um lugar ideal, junto à natureza.
b) Forte subjetivismo, revelando uma visão pessimista da vida.
c) Idealização do amor, transcendendo os limites da vida física.
d) Realização de poemas lírico-amorosos, valorizando o idioma nacional.
e) Idealização da mulher, conduzindo o eu-lírico à depressão.

6. Na poesia lírico-amorosa de Castro Alves, observa-se:
a) uma posição platônica em relação ao amor, sobre o qual versifica em linguagem racional e contida.
b) a idealização da mulher, cantada constantemente como objeto inacessível ao poeta.
c) a preocupação de ocultar, por meio do excesso de figuras de linguagem, os mais recônditos desejos do poeta.
d) uma renovação em relação a de seus antecessores, pela expressão ousada dos impulsos eróticos.
e) a mesma timidez revelada nos devaneios líricos dos poetas da geração byroniana.

Bate Papo

Envie Oi Torpedos